Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

Saladas

Há-de haver alguma coisa pior do que perguntarem-nos se queremos salada e depois passarem-nos uma taça de tomate ou de alface, tout court? Onde está a salada, afinal? Alface é alface. Tomate é tomate. Salada é salada, não é? Tomate e cubinhos de pão torrado, com uma pitada de orégãos, sal e azeite é salada. Alface com mozarela e rodelas de ovo cozido, salsa, sal e um fio de azeite é salada. Mas tomate é tomate, alface é alface. Sozinhos não são salada, pelo amor da santa!

publicado por caloria fatal às 13:13
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Novembro de 2006

pequeno-almoço contigo

Gosto mesmo de tomar o pequeno-almoço contigo. Por isso hoje vamos comer muffins de chocolate com creme de queijo e café.

 

2 chávenas de farinha de trigo com fermento; 1 chávena de açúcar; 3 colheres de chá de canela; 1 iorgute natural; 25 g de margarina derretida; 1 ovo batido; 200 g de chocolate amargo picado para recheio

 

Mistura-se a farinha, o açúcar a canela e o chocolate numa taça. Noutra, mistura-se o iogurte com a manteiga e o ovo. Junta-se tudo e mexe-se até a massa ficar quase areada. Deita-se em forminhas, até metade da altura. Vão ao forno, previamente aquecido a 180 graus e não se deixam secar demasiado.

 

Aquece-se uma embalagem pequena de natas em banho-maria, misturando gradualmente três colheres de creme de queijo temperado com uma pitada de noz moscada. Deita-se por cima dos muffins.

 

publicado por caloria fatal às 15:42
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Novembro de 2006

ovos celtas

Hoje apeteceu-me fazer um pratinho especial para a minha cara metade e lá fui eu para a cozinha:

Cortei umas cebolas e uns alhos e atirei-os para o wok;  

Juntei-lhes tomate cortado em gomos;

Cenoura ralada;

 

Ervilhas, com uma pitada de pimenta e gengibre;

Deitei-lhes um fio de azeite e deixei alourar; 

Juntei-lhe leite e deixei levantar a fervura;

Deitei os ovos por cima;

 

Salpiquei-os com salsa;

 Ficaram a cozinhar em lume brando;

Et voilá! Os famosos ovos celtas...

publicado por caloria fatal às 01:08
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Outubro de 2006

o infame bolo de canela e maçã

É infame porque vem aí o Inverno e, em vez de pensarmos em contar calorias, vamos pôr-nos a fazer bolinhos para comer com chá quente à lareira e frente à televisão.

Este é uma riqueza: duas chávenas de farinha, uma de açúcar, uma de leite, 5 ovos, muita canela em pó, duas ou três maçãs e montes de açúcar e manteiga para acomodar na forma.

Faz-se o seguinte: deita-se a farinha, o leite, o açúcar e as gemas numa taça, noutra as claras, que se batem em castelo. Cortam-se as maçãs em fatias e deita-se metade na massa, depois de misturada. Adiciona-se um pouco de compota com pedaços, de maçã ou de framboesa, para dar uns pingos de cor. Junta-se a canela e volta a misturar-se tudo até a massa fazer bolhinhas.

Envolvem-se então as claras em castelo na mistura, com uma colher de pau e sem bater, para o bolo ficar mais leve e apetitoso.

Unta-se uma forma, polvilha-se com açúcar e deita-se umas quatro colheres de sopa de açúcar no fundo. Forra-se com as fatias de maçã restantes, volta-se a polvilhar com açúcar e canela e deita-se a massa por cima.

Vai 45 minutos ao forno previamente aquecido a 200 graus. Baixa-se para 180 e tem de se ter cuidado para ficar um pouco húmido. Demasiado seco parece um pão de ló encorpado...

Desenforma-se e, por cima do vidrado de açúcar pode deitar-se açúcar de pasteleiro - mas eu prefiro o melaço da fruta e doce.

Serve-se morno, com café ou chá, em fatias bem grossinhas.

publicado por caloria fatal às 15:01
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Agosto de 2006

fudge de manteiga de amendoim

O fudge de manteiga de amendoim da minha amiga Oolita é imperdível. senão, vejam lá:

. 1 lata de leite condensado, 500 gr de açúcar, 1 frasco de manteiga de amendoim, 1 colher de chá de baunilha líquida.

Põe-se o leite e o açúcar num pirex fundo e mexe-se muito bem. Mete-se no micro-ondas (no máximo) 15 a 18 minutos até ferver. Tira-se e mexe-se depressa com a manteiga e a baunilha.  Verte-se rapidamente em forminhas forradas de papel untado e mete-se duas horas no frigorífico. Também se pode deitar numa forma grande e depois cortar em cubinhos. Hum...

Para quem não sabe, a manteiga de amendoim foi inventada pelo físico americano e um dos primeiros vegetarianos Dr. John Harvey Kellogg em 1894, por ser um alimento nutritivo fácil de digerir para os seus pacientes. Apesar do nome, a manteiga de amendoim não contém manteiga ou qualquer outro lacticínio. Tem normalmente amendoim, sal e por vezes emulsionador.

Quando se quer manter um cão quieto para o tratar, enfia-se-lhe umdedo cheio de manteiga de amendoim no céu da boca e, enquanto ele se entretêm a lambê-la, nem repara no tratamento. Bom para lhes enfiar comprimidos pela goela abaixo.

publicado por caloria fatal às 12:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Agosto de 2006

Delícia de chocolate

A Delícia de Chocolate de uma amiga faz-se assim:

. 5 ovos, 250 g de manteiga, 250 g de açúcar em pó, 250 gr de bolacha Maria ralada (1 pacote + 12), 250 g de chocolate em pó Pantagruel.

Junta-se tudo numa taça, mistura-se com uma colher de pau e depois com a batedeira. Despeja-se para uma forma de silicone e vai ao congelador (ou arca) 4 horas. Decora-se com umas folhinhas de hortelã e cerejas em calda.

música: Adoro - Armando Manzanero
publicado por caloria fatal às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 6 de Agosto de 2006

Vermute geladinho

Estava aqui a pensar... Esta época gostava de vos estragar com mimos e estou indecisa. Devia começar com os cocktails, entradas, aperitivos exóticos. Passar depois às sopas e aos primeiros pratos. Pensar então na receita de peixe e nas de carne. Com as sobremesas compunha o ramalhete, alongava-me nas frutas e depois servia os cafés, os digestivos e uma ou outra surpresa.

Que vos parece? É que tenho aqui uns mimos que me confidenciaram, umas receitas especiais que me mandaram expressamente para me adoçar a boca. Começo por essas ou faço tudo como deve ser, do princípio ao fim?

Enquanto não me decido acho que vou ficar pelo vermute geladinho, com uma pitada de groselha eoutra de gim, azeitonas e uma rodela de limão.

música: Summer Son - Texas
publicado por caloria fatal às 15:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2006

tartes pra k t kero...

Com este temporal só me apetecem tartes à lareira e com a televisão a debitar um bom filme. Mandaram-me uma série de receitas e aqui vão as que associei convosco:


Miss Lemon:


Tarte de Maçã com Merengue


Para a massa: 150 g farinha, 75 g manteiga, 1 ovo. Recheio: 1 K maçãs reinetas, 180 g açúcar, 2 ovos, 1 limão (sumo), 100 g manteiga, leite q.b. Mistura-se a farinha, a manteiga e ovo inteiro, até ficar uma massa homogénea. Estende-se a massa em cima de uma mesa limpa, previamente polvilhada com farinha, até a massa ficar bem fina. Depois coloca-se na tarteira. Pique o fundo com um garfo e leve ao forno quente, a cozer (cerca de 10 minutos). Descasque as maçãs e leve a cozer numa panela, juntamente com o açúcar e um pouco de água. Quando as maçãs estiverem cozidas, adicione as duas gemas previamente desfeitas num pouco de leite, aos poucos e sem tirar a panela do lume, mexendo sempre. Retire do lume junte o sumo de um limão e a manteiga, com a mistura ainda quente. Bata bem e coloque na forma de tarte depois da caixa cozida. Enfeite a tarte com as claras batidas em castelo com um pouco de açúcar e leve ao formo quente a corar (5 minutos). Desenforme e sirva depois de arrefecer um pouco.


Miss Mente-A:


Tarte Adriana


Leva 4 maçãs de tamanho regular, 2 claras, 3 gemas de ovos, 300 g de açúcar, compota de damasco, creme de leite q.b. e massa quebrada. Prepara-se a massa com a qual se forra uma torteira. Coze-se no forno e retira-se. Descascam-se as maçãs e cortam-se em rodelas finas que se cozem em lume brando, num decilitro de água e quatro colheres de sopa de açúcar. Mexe-se até se desfazerem e enxugarem. Com 180 g de açúcar, 1/2 litro de leite, duas colheres de chá de farinha de batata e as gemas dos ovos, faz-se um creme que se bate, depois de o tirar do lume, até amornar para não criar pele. Deita-se no fundo da tarte, já cozida, uma camada de compota de damasco que se tapa com o doce da maçã. Deita-se por cima o creme de leite. Batem-se as claras em castelo e junta-se, aos poucos, o restante açúcar, batendo continuamente até fazer ponto de merengue. Espalha-se sobre o creme e mete-se a torteira em forno quente, durante poucos minutos, para esse merengue secar rapidamente, sem tostar.


Miss Choco:


Tarte de Banana com Canela


Faz-se com 5 a 6 bananas, 300 g de biscoitos/bolachas de aveia e cereais, 2 ovos, 3 dl de leite, 2 dl de leite de coco, 60 g de açúcar amarelo, 50 g de margarina, 1 colher (sopa) de maisena e canela em pó. Misture a maisena com o açúcar amarelo, junte-lhe os ovos e mexa. Adicione o leite de coco e o leite, misture bem e leve ao microondas, na potência máxima, durante 10 a 12 minutos, mexendo com a vara de arames 3 a 4 vezes durante este tempo. Entretanto, esfarele as bolachas, misture-as com a margarina e espalhe o preparado sobre o fundo de uma forma de tarte. Por cima, disponha as bananas, previamente descascadas e cortadas em troços. Cubra com o creme preparado. Deixe arrefecer um pouco e polvilhe generosamente com canela.


Miss M.:


Tarte de Castanhas


Com 100 g de castanhas congeladas, 3 ovos inteiros, 3 gemas, 180 g de açúcar, 100 g de farinha, 50 g de chocolate em pó, 3 folhas de gelatina e 2 dl de natas . Coza as castanhas e escorra-as; reduza metade a puré e reserve. Ligue o forno a 180º C. Forre uma tarteira de fundo móvel com papel vegetal e unte com manteiga. Levante as claras em castelo e reserve. Bata três gemas com 100 g de açúcar até esbranquiçar. Envolva a farinha, o chocolate e o puré de castanhas, em alternado com as claras batidas. Verta para a tarteira e leve ao forno por 20 minutos. Num tabuleiro, coloque as restantes castanhas e leve-as ao forno para tomarem cor. Deixe arrefecer e retire da forma; forre esta última com película aderente e sobreponha-lhe a base do bolo já fria. Coloque a gelatina de molho em água fria. Bata as restantes gemas com o açúcar e leve ao lume, em banho-maria, mexendo até engrossar. Retire, incorpore a gelatina escorrida e deixe arrefecer. Bata as natas bem firmes e envolva-as no preparado anterior. Verta para a tarteira e coloque no frigorífico até solidificar. Desenforme e decore com as castanhas assadas e grosseiramente picadas.


Miss A-Mente:


Tarte de Cereja


Quer-se 1 base para tarte e, para o recheio, 200 g de cerejas descaroçadas, 125 g de açúcar, 5 dl de leite, 5 gemas, 1 casca de limão, 1/2 vagem de baunilha e 1 colher (chá) de maisena. Para o merengue, 2 claras e 3 colheres (sopa) de açúcar em pó. Comece por preparar o recheio: dissolva a maisena no leite frio e leve ao lume, juntamente com o açúcar, a vagem de baunilha e a casca de limão. Sem parar de mexer, deixe engrossar um pouco e retire do lume. Quando este preparado estiver morno, acrescente-lhe as gemas, previamente batidas. Leve novamente ao lume, mexendo sempre, até levantar fervura. Retire e deixe arrefecer. Depois de estar morno, verta este creme sobre a base de tarte e mergulhe nele as cerejas. Reserve. Entretanto, prepare o merengue: bata as claras em castelo, junte o açúcar em pó e bata mais um pouco. Espalhe o merengue sobre a tarte e leve ao forno até dourar. Deve servir esta tarte apenas depois de estar fria.


Miss Pilantra:


Tarte de Groselha e Requeijão Para a massa, 50 g de bolachas de amêndoa, 220 g de farinha, 160 g de manteiga, 80 g de açúcar em pó, 1 colher de raspa de limão e 1 gema. Para o creme: 500 g de requeijão, 500 g de groselhas, 100 g de manteiga e 80 g de açúcar, 4 gemas, 20 g de farinha maisena, 1 colher (chá) de raspa de limão e uma pitada de sal. Para o merengue: 100 g de amêndoa laminada, 150 g de açúcar em pó e 3 claras de ovo. Coloque a farinha numa tigela grande, abra uma covinha ao meio e nela introduza o açúcar em pó, a gema, uma pitada de sal, a raspa de limão e a manteiga cortada em pedaços. Ligue bem estes ingredientes, até obter uma massa homogénea. Forme uma bola, embrulhe-a em película aderente e leve ao frigorífico durante cerca de 30 minutos. Findo este tempo, estando a massa para obter um círculo de 30 cm de diâmetro. Com ela, forre uma tarteira untada, fure-a com um garfo e cubra com uma folha de papel vegetal. Leve ao forno durante 15 a 18 minutos. Retire do forno e remova o papel vegetal. Triture as bolachas de amêndoa e espalhe-as por cima da tarte. Desfaça o requeijão e misture-o com o açúcar, a gema de ovo, a manteiga, a farinha maisena, a raspa do limão e uma pitada de sal, até obter um creme homogéneo. Espalhe-o por cima da base da tarte e, por fim, disponha uniformemente as groselhas. Leve novamente ao forno durante 15 minutos. Bata as claras com o açúcar em pó até ganharem consistência. Numa frigideira sem gordura, torre a amêndoa laminada e envolva nas claras. Barre a tarte com este merengue e leve novamente ao forno durante 8 minutos, mais ou menos, até o merengue ficar dourado. Findo este tempo, deixe arrefecer e, de seguida, desenforme e sirva.


Miss Meiavolta:


Tarte de Queijo e Natas


Para a massa: 50 g de farinha maisena, 50 g de farinha, 75 g de açúcar e 2 ovos. Para o recheio: 2 pacotes de açúcar baunilhado, 12 folhas de gelatina incolor, 3 pacotes de natas, 1 lata de pêssegos, 750 g de requeijão, 100 g de açúcar e Sumo de 1 limão. Bata as claras em castelo e, aos poucos, vá adicionando o açúcar. Depois, junte as gemas e as farinhas, previamente misturadas. Forre uma forma com papel vegetal, encha com esta massa e leve ao forno durante cerca de 20 minutos. Findo este tempo, desenforme e corte ao meio, no sentido longitudinal. Coloque a parte inferior do bolo novamente na forma. Escorra bem os pêssegos, reserve 3 metades para decoração, e espalhe as restantes pela superfície do bolo. Misture o requeijão com os açúcares, o sumo de limão e a gelatina, previamente demolhada e espremida. Bata dois pacotes e meio de natas e, envolva-as no requeijão assim que este começar a solidificar. Espalhe este creme sobre os pêssegos e leve ao frigorífico durante 3 horas. Corte o restante bolo e a fruta que reservou, em fatias, e bata as restantes natas. Decore a tarte, já desenformada, a gosto com estes elementos e reserve no frigorífico até ao momento de servir.


Miss Katraponga:


Tarte de Citrinos


Para a massa: 150 g de farinha, 50 g de açúcar, 75 g de manteiga e 2 gemas. Para o recheio: 3 laranjas, 2 toranjas, 3 limões, 10 g de farinha, 10 g de maisena, 65 g de açúcar, 30 cl de leite e 3 gemas, 1 vagem de baunilha e 2 colheres de marmelada de pêssego. Com a farinha, forme um monte sobre a mesa. Junte-lhe a manteiga em bocadinhos, o açúcar e as gemas. Amasse rapidamente. Estenda esta massa numa tarteira, previamente untada, picando depois o fundo com um garfo. Leve a cozer20 minutos em forno pré-aquecido a 200ºC. Findo este tempo, retire a tarteira do forno e deixe arrefecer. Entretanto, coloque o leite e a vagem de baunilha num tacho e leve ao lume, deixando ferver durante 2 minutos. Retire do lume e retire a vagem. Numa taça, bata com a batedeira o açúcar com as gemas. Quando obtiver um creme esbranquiçado e espumoso, acrescente, pouco a pouco, a farinha e a maisena. Junte ainda o leite, coloque tudo num tacho e, continuando a bater com a batedeira, leve a lume brando até o creme engrossar. Retire e deixe arrefecer. Entretanto, descasque os citrinos, separe os gomos e retire as peles brancas e os caroços. Deite o creme por cima da tarte e cubra com os gomos das laranjas e toranjas e dos limões. Barre a superfície com a marmelada de pêssego, previamente diluída em 2 colheres de água fervida. Coloque a tarte no forno e deixe cozer mais 15-20 minutos.


Miss Scorpio:


Tarte Primavera


Quer-se 1 lata de pêssegos em calda, 250 g de morangos ou framboesas, 1 embalagem de natas frescas, Raminhos de hortelã q.b. Escorra os pêssegos e coloque-os no fundo de uma tarteira de pyrex com as cavidades viradas para cima. Dentro de cada pêssego, introduza 6 framboesas ou 2/3 morangos, cortados em pedacinhos. Polvilhe com açúcar. De seguida, bata as natas em chantilly e deite um pouco sobre cada pêssego. Leve ao frigorífico e, no momento de servir, enfeite com folhinhas de hortelã.

publicado por caloria fatal às 07:46
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 29 de Janeiro de 2006

Café e torta

cafe1.gif


Se alguém vos disser que há coisa melhor do que uma cafeteira de café fumegante logo pela manhã, registem isso no vosso arquivo das pessoas a ponderar seriamente como amigas. Isso e o gosto por um bom sumo de laranja natural, croissants com manteiga e mel (ou doce de mirtilo), um par de óculos escuros, um bom livro e uma esplanada à beira-mar.

E para que não digam que vão daqui:

Trota generosa

Creme: 1 litro de leite; 9 gemas; 4 colheres de sopa de farinha maisena; 4 colheres de sopa de açúcar; 2 gotas de essência de baunilha. Massa: 400g de farinha de trigo; 200g de manteiga bem gelada; 8 ovos; 4 colheres de sopa de açúcar. E: 250g morangos, 250g de framboesa e 250g de mirtilo. Açúcar de pasteleiro.

Passe as gemas por uma peneira e misture-as no leite. Acrescente a maisena e as gotas de baunilha. Bata bem com a batedeira e leve ao fogo em banho-maria até engrossar. Mexa sempre para não ganhar grumos. Deixe arrefecer.
Junte todos os ingredientes da massa numa bacia e amasse-os até obter uma massa lisa. Ponha de lado.
Lave todos os frutos e deixe escorrer numa peneira. Abra a massa com a mão numa forma baixa de fundo falso, apertando-a contra a forma. Fure a massa com um garfo e leve a forno médio até dourar. Deixe arrefecer.
Espalhe o creme por cima da massa e a fruta por cima do creme. Polvilhe com açúcar de pasteleiro e sirva.
publicado por caloria fatal às 09:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2006

Fruta fruta fruta

fruta.gif


Hoje ficamo-nos pela fruta, pelos dentes enterrados nas laranjas, nas romãs, nos morangos nas maças. A deixar escorrer o sumo, misturado com açúcar ou mel, com uma pitada de canela e nozes e avelãs migadas.
Se o tempo estiver frio podem sempre cozer-se em calda de água e açúcar com dois paus de canela e casca de limão. E juntar pão-de-ló cortado em cubos, pedaços de gelatina e natas açucaradas ou doce de leite condensado.
(Deixar gelar durante duas horas.)
publicado por caloria fatal às 15:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Saladas

. pequeno-almoço contigo

. ovos celtas

. o infame bolo de canela e...

. fudge de manteiga de amen...

. Delícia de chocolate

. Vermute geladinho

. tartes pra k t kero...

. Café e torta

. Fruta fruta fruta

.arquivos

. Outubro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds